banner abril verde

Artigos por

Eliezir Viterbino

Artigos por

Leandro Peres Loureiro de Oliveira

Artigos por

Wilker Anderson Silva Moraes

Artigos por

Junior Cezar Vidotti

Artigos por

Marcos Augusto da Silva

Artigos por

Márcio de Oliveira Macedo

Artigos por

Eleandro Geres Rozan

Artigos por

Guilherme Coutinho de Souza

Artigos por

Victor Dantas Gomes

Artigos por

Wagner Dimas de Carvalho

Sobre o Autor

José Roberto Tadros é recebido pelos alunos no Sesc Cidadania, em Goiânia

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, visitou hoje, 8 de maio, o laboratório do Sesc Cidadania, em Goiânia, ao lado do vice-presidente da Confederação, Luiz Gastão Bittencourt da Silva, da Secretária Geral da entidade, Simone Guimarães, e do presidente da Fecomércio-GO, entre outros. Marcelo Baiocchi e do Diretor Sesc e Senac GO, Leopoldo Veiga.

Tadros participou de uma aula com os alunos do Sesc. "Estamos preparando nossos jovens para o futuro produtivo do País", disse.

Defesa 

Antes da visita, Tadros destacou, em coletiva de imprensa, que a CNC está aberta ao diálogo com o governo federal sobre a possibilidade de cortes no Sistema S.

"Precisamos defender o Sistema S que presta relevantes serviços à sociedade. Os cortes vão gerar a perda de uma gama de serviços gratuitos, oferecidos pelo Sesc e pelo Senac aos trabalhador do comércio, e ficará um vazio que ninguém terá condição de preencher”, declarou José Roberto Tadros, reforçando a importância de resguardar, por exemplo, o emprego de 110 mil funcionários do Sistema do Comércio. "É um dinheiro muito bem investido e muito bem fiscalizado. Se o corte de 40% for consolidado, esse mesmo número dos colaboradores serão cortados e 40% das nossas escolas serão fechadas", explicou Tadros.

Convencimento

O presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac-GO, Marcelo Baiocchi, disse que a entidade que comanda está ao lado da CNC no trabalho de convencimento, principalmente junto a legisladores na Câmara e no Senado, para um maior entendimento do que é o Sistema S, hoje ameaçado de corte de repasses em discursos de membros da equipe econômica do governo federal.

“Há um desconhecimento dos serviços prestados e onde os recursos são aplicados”, disse. “Temos nos empenhado na demonstração do tamanho do Sistema e no que temos entregado de serviços”, disse. Baiocchi sinalizou que a visita do presidente da CNC a Goiás é muito importante. “Politicamente, é uma demonstração de que nós precisamos estar unidos para defender o nosso Sistema”, completou.

Marcelo lembrou que José Roberto Tadros tem percorrido o Brasil, debatendo a importância do Sistema S para a formação de mão de obra e para o apoio àqueles que trabalham na área do comércio. “É uma honra receber nosso líder maior no Brasil da área do comércio”, saudou.

Equilíbrio

Ainda no dia 8 de maio, e o lado do Diretor Superintendente do Sebrae-GO, Leonardo Guerra, o presidente Tadros falou para uma plateia de colaboradores do Sebrae sobre a possibilidade de corte no chamado sistema S, afirmando que “ trará colapso e atingirá os que mais precisam de ajuda”. Disse também que o Sebrae contribui e traz equilíbrio ao mercado. “Não podemos aceitar viver em um País que vê com maus olhos empresários que geram riqueza e lucro, isso precisa ser reconhecido como positivo pois gera empregos”, declarou o presidente da CNC.